sábado, 24 de maio de 2008

Ritual de Cura realizado em DEZ/07

Caros Amigos e Irmãos;

É com grata satisfação que comunico:

O Ritual de Cura realizado no final do ano passado pós Curso de Magia Angelical, obteve sucesso, assim agradeço e me congratulo com todos os presentes, que na ocasião juntamente conosco foram também instrumentos da energia espiritual canalizada para esta cura.

O Sr. Carlos - o paciente - estava com um processo acelerado de degeneração do fígado com alta taxa de carga viral, agravado pelo fato do vírus ter se tornado um vírus mutante e portanto resistente a medicamentos; com esse quadro ele estava sendo desenganado pela medicina, uma vez que se tornava impossível o transplante de fígado.

Foi constado por exames completos, ressonancia magnética, etc, que a carga viral zerou completamente e o fígado está com formação de nódulos de regeneração. O Sr. Carlos se encontra em estado de graça, feliz, pois todos os mal-estares cessaram também, encontrando-se pleno de vitalidade e disposição. Está hoje com 46 anos de idade. Falei com ele agora pouco e quis compartilhar com vocês a nossa alegria.

Realizamos o Rito e nossa Corrente Espiritual, bem como, Magick fizeram a sua parte como sempre!

Amor é a lei, amor sob vontade.


Um Fraternal e Tríplice Abraço!

Khonx Om Pax!Luz em extensão!

Fraternalmente;Francisco MarengoFrater Magister .'.'.'

E.I.E. Caminhos da Tradiçãowww.cursosdemagia.com.br

Free Masonry Order of Golden Centurionwww.cursosdemagia.com.br/golden_centurion.htm

My Blogspot "Diário Mágicko":http://fratermagister.blogspot.com/

"Se quer a vida Iniciática separe-se dessa massa tola e de seus lamentos... Ponha-se de lado e abrace seu medo e ouça com atenção as trevas de sua mente. Se os professores vierem, consuma sua sabedoria, triture com os dentes os casos quitinosos e compartilhe sua essência. Há somente fome no Universo, devore tudo, aprenda os métodos coloque-os em prática. Essa éforma de você se considerar digno e impecável em seu trabalho! Abrasar-se com o impossível, vamos fazê-lo seja como for!"
video

sexta-feira, 16 de maio de 2008

O Processo é Lento e Contínuo




por Frater Magister

Escrito no Templo da Ordem
em
Anno IV:xvSol in Aries, Luna in LibraDies Lunae02/04/2007 e.v.

Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei

O processo é lento e contínuo. Magia é uma energia transformadora. Ela preenche os espaços, se adapta no ambiente, faz o milagre acontecer, ressuscita os mortos, cura os doentes, transforma, transmuta, modifica, reacende, renasce. É um manancial cósmico inesgotável. No Ocultismo, a palavra pragmatismo, genericamente definida, significa que o real teste da aplicação prática. Em outras palavras, se uma coisa tem um valor prático, útil, então seu princípio, a idéia em que ela consiste, é verdadeiro. Ora, segundo este conceito, até que ponto podemos provar que são verdadeiros os princípios que viemos demonstrando? Simplesmente, podem vocês aplicá-los praticamente, não só em seus assuntos pessoais, mas, também aos problemas sociais da atualidade? Devemos lembrar que nós não devemos ser seres limitados. Todos nós temos uma relação que compõem a sociedade humana. Se limitamos nossa concepção a meros seres materiais, tal como o corpo orgânico e suas exigências físicas, então não estaremos concebendo o ser humano no verdadeiro sentido místico e cósmico. Imaginemos que sejamos duas pessoas com nossas Vontades, e neste caso se minha Verdadeira Vontade é ajudá-lo, ou seja, ela foi imposta, emitida, enviada, acesa. A sua Verdadeira Vontade deverá ser: aceitar essa mudança, de corpo, coração e alma. A sua atitude e negatividade lhe destroem mais do que qualquer trabalho mágicko negativo, mais do que qualquer empecilho, obstáculo que possa suplantar. A continuidade de fatos desagradáveis e contínuos é o reflexo de uma energia estagnada. Essa energia na mente de um homem faz com que ele realize atos impensados. O poder regenerador está dentro de você. Se o “start” foi dado, ligue então o gerador interno e permita se transformar. Que mais você precisa? Já não chegou ao fundo do poço? Ou será que nem dentro dele não é capaz para tomar as atitudes que seu interior clama, e que você sabe serem mais sensatas. O Mago é o mestre da vida, é o artista principal do palco que se desenrola no tempo e espaço contínuo de seu ser. Coloquemos neste ponto que cada um de nós pensa em si mesmo como um ponto focal ou um centro de atividades que se desenrolam ao nosso redor. E de certa forma não é difícil indicar que, automaticamente, cada indivíduo considera a si mesmo, seus interesses e desejos, mais importantes do que os dos outros.
O Rei Salomão um mago muito sábio. Nas passagens da vida deste iluminado, tem uma que gosto muito. Duas mulheres brigando por causa de um bebê e o fato chega até Salomão para que pudesse julgá-lo. Ele manda que seu soldado coloque a criança sob a mesa de pedra e diz: “Já que a disputa é tão acirrada, simples será a resposta. Soldado! Desembainhe sua espada e corte a criança em dois pedaços, e entregue metade para cada mãe”.
A verdadeira mãe mais que depressa se lança entre a criança e a espada. E Salomão manda suspender a execução e entregar a criança àquela mulher.
O que se aprende com essa estória? Salomão agiu com imparcialidade, não demonstrou sua ira e nem se envolveu na disputa, mas fez com que o amor de ágape se manifestasse naquele momento, sob o risco de que se ambas as mulheres não fossem verdadeiras mães, ambas deveriam ficar sem o filho.
Seria melhor a morte dele aos olhos de Salomão, do que entregar o mesmo a uma criatura despretensiosa e desprovida de amor verdadeiro.
Como podemos formar uma sociedade, se cada qual tiver unicamente seu evidente interesse egocêntrico? Além disto, não deveríamos primeiro pensar no que significa sociedade - ou por que afinal uma sociedade? Se partirmos de cada um de vocês, individualmente, talvez cheguemos a uma resposta. Será que vocês são capazes de prover ou satisfazer todas as suas necessidades? Será que poderiam manter o Eu feliz e no entanto ser independentes de todas as outras pessoas? O Mago agirá sempre com imparcialidade, não importa se o ato contrário for contra ele ou contra alguém que tenha estima, ou mesmo amizade. O Mago avaliará o ato com interesse científico e compreenderá cada ato e fará de sua arte e de seu conhecimento a direção de sua espada.
Acreditam vocês que todas as coisas que estas palavras sugerem que podem ser realizadas por um indivíduo que limita o seu Eu exclusivamente aos seus próprios poderes físicos e mentais?
Se uma fatalidade acontecesse e um ser com requintes de crueldade destruísse um ou mais entes queridos do Mago, ainda assim mesmo que seu espírito em transtorno gritasse por Vingança ou Justiça, ainda assim ele executará sua Vontade Mágicka com mente e atitude superior. Todo fim, toda finalidade requer um ato bem pensado e um caminho a ser percorrido.
Como diria um Samurai: Eu não tenho inimigos, fiz da imprudência e da distração meus inimigos. Eu não tenho amigos, fiz da espada a minha amiga. Eu não tenho ódio, fiz da mente superior e das atitudes impecáveis o guia para minha ira. Eu não tenho paixões, fiz do amor único e universal pela sabedoria, vida, e por todas as coisas e seres a minha paixão. Eu não julgo e não dou o direito de ser julgado. Eu não critico e não dou o direito de ser criticado. A extensão de minha magia atinge exato, direto e objetivamente sempre até onde, quando e como eu determinar. Não penso na morte e não a temo até porque a morte é minha amiga e fiel confidente e está sempre ao meu lado, a um só braço de distância. A magia negra não me atinge, porque o meu pensamento é consolidado, muitos não conseguem consolidar o seu, simplesmente porque adoram ser o escravo predileto de seus inimigos e de seus próprios medos e incertezas. Eu não luto eu sou um lutador, eu não guerreio eu sou a própria guerra dentro do espírito de um guerreiro, eu não faço magias, eu sou a própria Magia inserida na veste de um Mago.
Pois bem, aqui está uma questão que é tanto mística como filosófica: Os homens formam a sociedade em função de certas necessidades e certos interesses comuns que os unificam, mas será que a própria sociedade não tem algo a ver com a criação do homem, isto é, uma influência decisiva sobre ele? Que faz essa união é para cada para com o indivíduo?
Digamos que num círculo representa a sociedade, a nação ou o Estado formado pelo homem. Trata-se de uma entidade que o homem deu existência. O poder coletivo de que a sociedade é dotada pode ser por ela transformado em idéias, princípios, políticas e leis, que se irradiam e se difundem de volta aos indivíduos. Vamos considerar esta questão da seguinte maneira: O material com que a sociedade trabalha é apenas aquilo que cada ser humano nela introduz. Isto constitui o seu poder, um poder maior do que o de cada indivíduo. Mas a sua finalidade, o uso que a sociedade faz desse poder, não pode se elevar acima ou ter valor maior do que aquilo com que os indivíduos tenham contribuído coletivamente para a sociedade. Por exemplo, se tudo o que o homem deseja fazer é organizar outros homens numa sociedade com o fim de defesa mútua da fraqueza individual, então não temos mais do que uma sociedade organizada para fins militares ou de defesa, como, por exemplo, a antiga Esparta. Tal sociedade não pode devolver ao indivíduo outra coisa além dessa defesa, em princípio e na prática. Por outro lado, se nós, por meio de harmonização e meditação, chegamos a outras concepções, então podemos ter algo superior para oferecer à sociedade. Podemos chegar à conclusão de que a verdadeira felicidade e a paz entre os homens, coletivamente, dependem de que certas qualidades de sua natureza sejam expressas. Estas qualidades, em pensamento e ação, têm de ser transmitidas pelo indivíduo à sociedade, ou seja, à mente dos outros indivíduos de que a sociedade consiste. Tal sociedade, tal conjunto unificado de mentes, reflete-se então na espécie de cultura, na moral, no caráter e no idealismo, sobre o indivíduo. Torna-se uma motivação muito maior para estes objetivos do que aquilo que o indivíduo ofereceu isoladamente.
Amor é a lei, amor sob vontade.
Um Fraternal e Tríplice Abraço!

Khonx Om Pax! Luz em extensão!

Fraternalmente;

Francisco Marengo

Frater Magister .'.'.'

E.I.E. Caminhos da Tradição: http://www.cursosdemagia.com.br/

Free Masonry Order of Golden Centurion: www.cursosdemagia.com.br/golden_centurion.htm

"Se quer a vida Iniciática separe-se dessa massa tola e de seus lamentos... Ponha-se de lado e abrace seu medo e ouça com atenção as trevas de sua mente. Se os professores vierem, consuma sua sabedoria, triture com os dentes os casos quitinosos e compartilhe sua essência. Há somente fome no Universo, devore tudo, aprenda os métodos coloque-os em prática. Essa é forma de você se considerar digno e impecável em seu trabalho! Abrasar-se com o impossível, vamos fazê-lo seja como for!"

sexta-feira, 9 de maio de 2008

ANTÍDOTO



ANTÍDOTOCARTA PARA UM AMIGO - POR FRANCISCO MARENGO
Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei

Não estou sentado à frente de meu computador neste momento, achando "graça" na situação do Amigo. Nem estou, como o mesmo disse, à frente de ti, em alguma padaria, a espera de um cafezinho passado na hora, dando palmadinhas nas suas costas, fingindo que estou me compadecendo de ti, como "a maioria faz", mas que na verdade, estão pouco se importando, com suas idéias, concepções ou falsas ilusões. Estou aqui novamente para alertá-lo, e sou sincero em dizer que não pouparei esforços para tal.
Na verdade não sinto vontade alguma de "rir". Não percebestes que a "volta ao caminho", não o está empurrando para situação alguma que não precisasses passar. Não percebestes que a única diferença do amigo de antes, para o amigo de agora, é meramente que este Amigo de agora acendeu uma pequenina chama dentro de si, ainda não suficiente para aquecê-lo, ainda não suficiente para iluminar seus passos, seu caminho, mas o suficiente para entender alguns princípios que estarei passando a ti, agora.
Amigo, Amigo, tu estás montado no dragão e este dragão tem duas cabeças, que se agridem entre si, pois tu como senhor e soberano delas, não consegue harmonizá-las. Não percebestes que vez ou outra uma das cabeças consegue levá-lo a beira do abismo e lhe indica o caminho sem volta, nas profundezas da tua mente, rumo à consciência perdida na noite dos tempos, e cospe labaredas em tua face, para acordá-lo do torpor que tu relutas em te manter, enquanto a outra acena para o teu demônio a beira do abismo, que mostra a mais doce face para ti, mas na verdade a pior delas, pois quer afastar-te de tua busca, com a promessa de um caminho mais tranqüilo sem dor nem sofrimento.
Apopantos kako daimonos Choronzon! Ainda não percebestes que a serpente enrola sobre ti e te aperta e te sufoca e esbaforia na tua face, porque quer ser dirigida, quer mostrar-te o quanto perdeu por todos esses anos por deixar-te iludir com os doces sentidos da matéria, mas que percebe, que se não houver outra saída, continuará a apertá-lo e apertá-lo e sufocá-lo em tuas lamúrias até o dia que tu deixes de respirar e se de conta do que perdestes.
Não percebestes que as vicissitudes de tua vida fazem parte de teu Karma, não sendo impostos por Caminho Iniciático algum, mas que na verdade tu se diferencias dos outros porque tu agora "sabes", pois aqueles que não "sabem", talvez sofram menos, mas que a vida não irá lhes sorrir de forma diferente, pois da mesma forma que ti, arrastará todos os seus para a morte e não lhes amenizará a dor da perda, que será muito maior por causa das suas incertezas. Não percebestes que a vida é "dor" e "sofrimento" para aqueles que não podem regozijarem-se de verdadeiramente poderem comungar e beber nas fontes profundas do saber. Que espécie de maldição acredita que o Iniciado carrega? Achas por acaso que deixarias de sofrer as tuas perdas caso não seguisses o "Caminho".
De onde tirou tal falsas concepções? Não percebestes que tais concepções são conceitos dogmatizados de autoculpa e autopunição, que tu arrastas dentro de ti por séculos? Amigo, Amigo, quando tu irás despertar-te afinal? Quando vai parar de crucificar e matar o "Cristo" dentro de ti, ao invés de simplesmente permitir a sua ressurreição? Não percebestes que a mortificação da carne e a crucificação dos sentidos só são admissíveis para os estúpidos, para os fracos e para os desprovidos de vontade.
Ou crê simplesmente que o pastor dominical, salvará realmente a tua alma da danação eterna, alimentando a doce ilusão dos sentidos; fazendo-o sorver lentamente um dos piores venenos, pois são aqueles de sabor adocicado. Não há tempo de conivências para ti Amigo, escolhe agora o caminho, mergulhe agora no abismo dos sentidos e resgate a ti mesmo, pois tenha certeza que quando estiveres no fundo do poço, com os pés fixos no solo, não te restará outra alternativa senão subir e subir, mas para que ascencione caro amigo, terás antes que construir uma base sólida dentro de ti, para que ela não possa mais ruir; ou então, retroceda e se afogue em teus conceitos antigos, que precisam sempre achar uma culpa ou um culpado, para teus próprios fracassos, para tua própria derrota, porque não és capaz de conceberes que o único culpado é ti, porque não é capaz de bateres em teu peito e dizeres: "mea culpa, mea culpa, mea culpa."
"Dei est homo", não percebestes ainda, que o único poder criador e regenerador está em ti, e que tu deténs o poder da Transmutação Interior e Exterior, só tu e mais ninguém é que podes conceber e mudar a tua vida, só tu e mais ninguém pode te tornares Mestre de "ti" mesmo. Não Amigo, nossa Lei é Lei do Forte, se esta Lei não é para ti, afasta-te agora dos Caminhos Iniciáticos. Faças tua escolha, saibas entretanto, que a opressão em teu peito não te deixará, nem que tu permitas que teus demônios interiores devorem tuas entranhas. "Fiat Lux" Amigo sobre ti, sobre tua mente, sobre teu espírito, e que essa Luz, te ilumine, te aqueça para que o quanto antes, possa queimar teu Karma negativo, colocando-o definitivamente no caminho, em busca do teu "Eu Sagrado".

Amor é a lei, amor sob vontade